20.1.18

Anime Cross Ange: E aí otaku, tá afim de uns ecchis diferenciados?

1º resenha do ano!
Yooo minhas raposinhas sensuais, tudo melzinho na chupeta!? Comigo as coisas andam as mesmas de sempre (vulgo eu aproveitando as férias para vagabundear, ver animes e acordar as duas da tarde)... E sim, eu sei, eu sei, não rolou post marotex de retrospectiva de 2017 muito menos um post desejando feliz 2018, confesso que a preguiça me pegou e além disso, eu preferi passar nos bloguinhos miguxos pra comentar e ler os posts de ano novo do que fazer o meu post de ano novo :v (sem mencionar que o post de presentinhos de natal deu um puta trabalho, então a preguiça acabou me vencendo e--e)...... Mas então, como foram de ano novo!? Espero que tenha ido tudo de boinhas, pois aqui comigo foi tranquila a virada, aliás, esse ano a minha família caprichou nas sobremesas o que me deixou extremamente feliz.... [momento de reflexão on] PUTA MERDA AGORA EU ME LEMBREI QUE ESQUECI DE PEDIR POR UMA TERCEIRA TEMPORADA DE PSYCHO PASS NA VIRADA... Ah, cara tô sentindo que essa minha terceira temporada é tão ilusão quanto a minha segunda temporada de Inu x Boku SS... PORQUE JAPONESES, PORQUE!? [momento reflexão off] Aliás, falando em psycho pass ainda teremos um post enaltecedor sobre ele. Porém hoje eu não vim falar desse anime, mas sim, de Cross Ange: Um anime que tinha tudo para ser uma merda... Bem, de fato ele não é lá essas coisas... Na verdade ele tem vários problemas, falhas e bem... Coisas estranhas... Estranhas até demais para um anime de mechas... Mas para quem estava esperando um harém ecchi genérico com mechas e ganhou algo completamente fora desse padrão, tá valendo..... Ok, há o harém e há o ecchi sim, mas um harém e ecchi diferenciados... Ou melhor, o personagem que conquistou o harém e o ecchi para si é meio peculiar... Sério, eu juro que se eu estou resenhando esse anime é porque ele no mínimo tem algumas coisinhas que valem serem mencionadas... Sérião...